O Grito, o filme

Nada é melhor do que alguém com uma ideia inspirada, que não perde tempo, E FAZ, ao invés de trollar como reza o manual de vida do coro dos cuzões descontentes.

Pois é isso que fez Sebastian Cosor com sua versão em vídeo de uma das obras primas mais reproduzidas em todos os cantos da cultura pop, “O Grito“. Divertido e angustiante.

Veja também:

Anúncios

Tags:,

Trackbacks / Pingbacks

  1. Van Gogh interativo « Sembit - 14/02/2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: