Os melhores apps de iPad que cabem em uma tela

Ela contém os aplicativos mais úteis que um usuário como eu pode ter em seu iPad. Os aplicativos que dão novas funções e abrem novas possibilidades de uso para esse gadget tão maleável – que é apenas uma tela de toque, mas que pode se transformar em tantas coisas.

Veja bem: não são os aplicativos mais divertidos, mais bonitos ou mais impressionantes. Não há games, por exemplo. São apenas aqueles apps que você pode abrir e dizer “agora meu iPad serve para algo novo”.

Vamos lá. Um por um.

Untime (Grátis)

Um timer, de certa forma, é como o próprio iPad: você não precisa, até ter um. Aí você começa a achar todo tipo de utilidade legítima para o negócio. Eu, por exemplo, uso para marcar minhas sessões de meditação, para não perder o ponto do macarrão (ou de qualquer tipo de comida que precise ficar um tempo específico cozinhando) e também para trabalhar usando a Técnica Pomodoro. Às vezes também uso para me acordar depois de sonecas curtas.

De qualquer modo, é um aplicativo bem estiloso. [App Store]

Penultimate (US$ 1)

Com uma tela desse tamanho, e tão precisa, é um desperdício ter um iPad e não usá-lo para rabiscar. Há opções muito mais profissionais se você trabalha com arte, mas o Penultimate cobre o básico de maneira espetacular. Você pode criar quantas páginas quiser, organizá-las em cadernos temáticos e usar imagens salvas no iPad para compor seus desenhos ou anotações. E tudo isso no aplicativo de maior sensibilidade e fluidez no traço.

Eu uso uma caneta capacitiva (custa cerca de R$ 30 em qualquer Fnac da vida) para ajudar, mas funciona perfeitamente bem com os dedos também. [App Store]

Google (Grátis)

O aplicativo do Google para iPad não faz só buscas. Isso é o que ele faz de melhor, claro, com a interface mais bacana de qualquer produto do Google em qualquer plataforma, mas por aqui também dá para fazer buscas por voz e por imagem (tire uma foto de algo para procurar informações sobre aquilo), além de acessar todos os principais serviços do Google, como Gmail, Agenda, Docs, Google+ e Reader.

O próprio navegador do iPad, o Safari, já usa o Google como ferramenta de busca padrão, mas confie em mim: ter o aplicativo é muito melhor. [App Store]

ReadItLater (US$ 3)

Desde que o texto esteja bem formatado, com uma fonte adequada no tamanho e na forma, o iPad é muito melhor do que um monitor de computador para fazer leituras longas. Por isso o Read It Later (e o seu concorrente direto Instapaper, que é tão bom quanto ele) é tão útil.

Você encontra um texto que quer deixar para ler depois e usa um bookmark no navegador do seu computador para guardá-lo no aplicativo. Depois é só pegar o iPad e ler, com a formatação mais adequada para os seus olhos. [App Store]

Dropbox (Grátis)

A essa altura do campeonato você já deve estar usando o Dropbox em todos os seus computadores, mas não custa repetir: é um dos aplicativos mais úteis dos últimos anos. Ele cria uma “zona comum” de arquivos que existem em todas as suas máquinas. Eu jogo um arquivo na pasta do Dropbox do meu notebook enquanto estou aqui no QG do PdH, e quando chego em casa o arquivo está na pasta do Dropbox do meu desktop. Quando pego o iPad, o arquivo está nele também.

O aplicativo do iPad (e de praticamente qualquer aparelho com internet e apps) acrescenta mais um lugar onde você pode acessar e compartilhar arquivos consigo mesmo. Chega de mandar anexos para você mesmo por email. [App Store]

TeamViewer (Grátis)

Com o TeamViewer aberto no iPad, você pode controlar o seu computador remotamente e fazer o que quiser com ele. Esqueceu ligado em casa? Acesse pelo iPad e desligue. De repente está na hora daquela desfragmentação básica? (Ainda se faz isso, aliás?) Faça à distância. Esqueceu de colocar algum arquivo importante no Dropbox ou de dar início a algum download muito grande? Já sabe.

Além disso, o TeamViewer ainda serve para você dar aquela ajuda a alguém que está com problemas à distância. Se a sua mãe que mora longe não consegue configurar o áudio do Skype para falar com você, é só pedir para ela baixar o cliente de acesso remoto do TeamViewer, e você pode colocar a mão na massa – usando apenas o iPad, a muitos quilômetros de distância. [App Store]

SimpleNote (Grátis)

O aplicativo padrão de anotações do iPad é bonitão e sempre me serviu bem. Até eu descobrir o SimpleNote. Ele é mais elegante e poderoso. As anotações continuam sendo de texto simples, mas no SimpleNote elas ficam sincronizadas no site do aplicativo, acessíveis por você em qualquer computador ou aparelho.

Também é possível publicar certos blocos de anotação como uma página na internet, que vai ter um link público que você pode passar para quem quiser, e que vai estar sempre atualizada com a última versão do que você tiver escrito. [App Store]

TED (Grátis)

Se você é nosso leitor, está mais do que familiarizado com os vídeos incríveis do TED. Apenas pessoas fodas são convidadas para falar, e os vídeos dessas palestras interessantíssimas caem no site aos poucos. O aplicativo do TED para iPad oferece talvez a melhor interface para você absorver esses conhecimentos e experiências sem perder o foco. Um vídeo do TED por dia antes de dormir, que tal? [App Store]

Air Video (US$ 3)

O iPad é leve, portátil, tem uma bateria que dura bastante, tem uma tela com ótimo brilho e ângulo de visualização. Isso torna ele o melhor dispositivo que eu conheço para assistir vídeos. Só que ele esbarra no problema do espaço de armazenamento. Três ou quatro filmes já ocupam um espaço absurdo.

Por isso o Air Video vem bem a calhar: ele acessa os arquivos diretamente no seu computador, puxa por streaming (Wi-Fi ou mesmo 3G), converte na hora se o formato não for adequado e te mostra. Até legendas funcionam.

Se você prevê um longo tempo sem conexão (um voo, por exemplo), dá para converter e armazenar o que você vai assistir depois. Ou você pode usar o AVPlayer HD. [App Store]

Showyou (Grátis)

Seus amigos postam vídeos o tempo inteiro no Facebook, no Twitter ou mesmo no próprio YouTube, e você perde boa parte deles por não ter tempo ou saco na hora certa. O Showyou é uma interface incrível para você curtir essa curadoria natural que os seus amigos já fazem – e participar dela, compartilhando você também aqueles que sentir vontade de espalhar.

Vale muito mais a pena do que sentar no sofá para assistir uma hora de novela. [App Store]

Ultimate Guitar Tabs (Assinatura, a partir de US$ 2)

Se você não toca violão (ou guitarra, ou baixo), talvez esteja na hora de aprender. Se já toca, provavelmente carrega uma pasta de cifras ou tablaturas por aí, ou fica acessando tudo pelo computador. O Ultimate Guitar Tabs resolve esse problema: ele te dá acesso a todo o acervo do Ultimate-Guitar.com, o site mais completo do gênero, com um interface matadora, e ainda te deixa marcar quantas músicas quiser como favoritas para ter acesso offline.

Se você é mais técnico e prefere as tablaturas dinâmicas de Guitar Pro, existe o TabToolkit. Outro aplicativo sempre útil é o afinador Cleartune. [App Store]

Tweetbot (US$ 3)

Outra atividade que é mais confortável no iPad do que no computador (mas menos do que em um smartphone) é o uso do Twitter. Nisso, a escolha de aplicativo é bem pessoal. Há a opção oficial do Twitter, que é gratuita e tem lá suas vantagens, mas eu prefiro o Tweetbot por pura opção estética. Já que o Twitter é meio inútil mesmo, eu prefiro um aplicativo de Twitter cheio de animaçõezinhas e barulhinhos igualmente inúteis. [App Store]

Band of The Day (Grátis)

Todo dia eu conheço uma banda nova. Todas são no mínimo interessantes, e algumas são realmente bem boas, e eu sigo ouvindo. Isso nem o meu amigo mais antenado no mundo da música conseguiria fazer por mim. Mas esse aplicativo consegue, e ainda por cima em uma interface que está entre as melhores de qualquer aplicativo que eu já tenha usado.

Cada banda é apresentada com mais do que uma música completa para ouvir, biografia, resenhas de álbuns, vídeos selecionados e discografia para referência. [App Store]

Facebook (Grátis)

A experiência quase inteira do Facebook em um aplicativo grátis. Não sei o que eu posso te dizer de novidade a respeito desse app: é o Facebook no iPad. Tem o feed dos seus amigos compartilhando bobagens, tem o chat, tem as fotos, tem tudo. Se você está no Facebook e tem um iPad, não há nenhum motivo óbvio para não ter este aplicativo. [App Store]

Skype (Grátis)

Apesar do iPad ter o FaceTime, são pouquíssimas as pessoas que realmente o usam. O Skype é sinônimo de comunicação por voz e vídeo na internet. E o iPad é o lar da melhor versão do Skype. Não a mais completa, não a mais cheia de recursos. Apenas a que faz mais sentido. Desde que comprei o iPad, nunca mais usei o Skype no computador. [App Store]

Flipboard (Grátis)

O que o Showyou faz com os vídeos, o Flipboard faz com os links em geral. Tudo o que os seus amigos postam e indicam de interessante nas redes sociais é capturado pelo Flipboard e organizado em uma interface de revista digital que dá gosto de usar.

Ele também pega links e artigos do seu Google Reader e de outras fontes próprias para montar sempre uma seleção dos artigos mais interessantes. [App Store]

Kindle (Grátis)

Já disse que o melhor uso do iPad, na minha opinião, é o de assistir a vídeos. O segundo lugar? Ler. E para isso, o Kindle é indispensável. Ele tem todo o acervo da Amazon à sua disposição imediata. Você compra e tem o livro em segundos para começar a ler. Sem contar a possibilidade de baixar as primeiras páginas dos livros gratuitamente, para ver se gosta. O problema, claro, é que a enorme maioria das obras só é vendida em inglês.

O iBooks tem uma interface consideravelmente melhor, mas o acervo é mais fraco e o preço dos livros é maior. No entanto, ele tem uma função-chave: através da interface do Dropbox ou dos anexos de email, pode abrir e ler livros nos formatos PDF e ePUB que você encontra para download na internet. [App Store]

Comics (Grátis)

Ler quadrinhos também é uma experiência sensacional no tablet da Apple, e para esse fim nenhum app supera o Comics. Há muitos quadrinhos à venda (e alguns de graça) na loja interna, e você pode gerenciar a sua coleção em uma interface muito boa. Na hora de ler, é possível visualizar toda a página de uma vez, como na revista em papel, ou ir passando de quadrinho em quadrinho, em uma visão completamente focada. Uma experiência completamente diferente.

Se você procura os grandes figurões da Marvel e DC, é melhor baixar também os aplicativos próprios das editoras. [App Store]

Jamie Oliver Recipes (Grátis)

Era óbvio desde o início: o iPad seria um ótimo companheiro de cozinha. O enorme número de aplicativos culinários que existe na App Store é prova disso. Vários deles são muito bons, mas o meu favorito é o do chef-superstar britânico Jamie Oliver, que combina boa variedade de receitas (que são vendidas em pacotes temáticos à parte, por US$ 1 cada um) a uma interface ideal para usar logo depois de limpar as mãos no avental. [App Store]

Snapseed (Grátis)

A Adobe já tentou colocar o Photoshop nas iCoisas da Apple, sem sucesso. O paradigma era muito diferente. Alguém tinha que inventar alguma ferramenta nova, especialmente para o iPad, para edição de imagens. E essa ferramenta é o Snapseed. Capaz de edições profundas nas suas imagens (incluindo filtros retrô estilo Instagram), ele tem uma interface completamente pensada para ser usada através do arrastar dos seus dedos na tela. [App Store]

Quais são os seus favoritos?

Eu quis me limitar a 20 aplicativos para esta lista, já que este é o número de apps que cabe em uma tela. E alguns deles, inevitavelmente, só entraram por preferência pessoal – você pode não achar tão úteis.

Por isso, caro amigo, camarada, chefia, mande ver nas suas recomendações de aplicativos úteis aqui nos comentários. Todo mundo só tem a ganhar com essas dicas.

Veja também:

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: