Comercial: Google Chrome – Um ano de namoro

O Google Brasil disponibilizou um novo comercial para o Google Chrome que mostra o recurso de janela anônima do navegador.

Caso você não conheça o recurso, todo o conteúdo visualizado nesta janela é descartado assim que o browser é fechado, evitando deixar vestígios como histórico e dados de navegação no computador utilizado.

Veja também:  – Adobe libera beta público do Photoshop CS6

Microsoft produz Mustang 1967 tecnológico com Kinect e Windows 8

A Microsoft e a preparadora de automóveis West Custom Designs mostraram no domingo, 25, o “Projeto Detroit”, um Mustang 1967 equipado com as mais novas tecnologias da gigante de Redmond. O carro clássico tem tecnologias como o Xbox 360, Kinect, Windows 8, Windows Phone, Azure, Bing e o Ford Sync, entre outros brinquedinhos, incorporados a seus sistemas.

É…. Boniiiito, não ficou.

O modelo foi apresentado em um programa do canal “Discovery” e será usado pela MS para exibições em feiras e convenções.

As diferenças para um Mustang comum já começam antes de entrar no carro. No lugar das tradicionais chaves as portas são destravadas e a ignição é dada a partir de um Windows Phone, e uma vez dentro do veículo os ocupantes têm a sua disposição telas de LCD. A que esta na frente do motorista simula as diversas funções de um painel, enquanto o passageiro pode se distrair com um tablet conectado à web que também roda jogos do Xbox 360.

O carro é conectado à web por um modem 4G, que também faz vezes de hotspot e pode alimentar seu sistema de som com músicas armazenadas na nuvem. Já o Ford Sync permite realizar todas operações do telefone, como fazer ligações, ler ou enviar mensagens, apenas com comandos de voz.

Nem a pobre buzina do veículo ficou longe da MS, que em seu lugar usa um alto falante que pode emitir sons personalizados (“horntones”?). As diversas funções do motor, como velocidade, RPM e consumo de combustível são monitorados pelo Azure, que também controla a navegação GPS.

Bom notar que nenhum Mustang 1967 foi ferido para realização do experimento. O chassi e a carroceria usados no “Projeto Detroit” foram novos, produzidos por uma companhia chamada Dynacorn International, que tem autorização da Ford para fabricar carrocerias dos primeiros Mustang, usando, inclusive, seus moldes originais.

Veja também:  – 

Site mostra a localização dos ônibus de São Paulo em tempo real

Em maio de 2008 a SPTrans liberou publicamente os dados do sistema Olho Vivo, que permitia aos cidadãos verificar a velocidade dos principais corredores de ônibus da cidade de São Paulo para se preparar psicologicamente antes de entrar nos veículos superlotados e mergulhar no trânsito intenso das principais avenidas. Hoje (26), a empresa lançou uma atualização que permitirá ao usuário checar o horário e até o posicionamento dos ônibus.

O funcionamento do Olho Vivo é bem simples. Basta entrar no site e selecionar uma das opções da tela inicial. Um dos mais interessantes é o De olho na linha, onde o usuário tem acesso ao trajeto percorrido pelos ônibus e a localização deles no mapa. A mágica é possível graças aos aparelhos de GPS instalados nos veículos da cidade.

Onde o seu ônibus está?

Na seção De olho no ponto, a SPTrans informa o horário dos próximos ônibus que chegarão ao ponto em que você está, mas o recurso funciona apenas em corredores de ônibus. O De olho na via é a página clássica que mostra a velocidade média dos principais corredores — geralmente não é muito alta.

Se você estiver querendo informações sobre o percurso e o horário da sua linha de ônibus, provavelmente não estará em casa. É por isso que o site deve funcionar normalmente no Android e no iOS. Nos testes com Windows Phone, tudo correu como esperado. Certamente não deve muito confortável tirar um iPhone do bolso num ponto de ônibus, mas… bom, a informação está lá.

De acordo com o diretor de Tecnologia da SPTrans, Maurício Lima Ferreira, a previsão de acerto dos horários de chegada dos ônibus é de 96%, com tolerância de cinco minutos. O sistema deve informar o horário exato em 67% dos casos, com uma ajudinha da conexão por fibra óptica presente em alguns corredores de ônibus.

Veja também:  – 

Instagram cria página de cadastro para Android

Data de lançamento da versão do aplicativo para o Robô ainda é desconhecida.

O Instagram, um dos aplicativos mais populares do iOS, brevemente ganhará uma versão para o Android. E, agora, os fãs do programa de fotos já contam com um site especial para se inscreverem e serem notificados quando o aplicativo for lançado para o sistema operacional móvel do Google.

Basta acessar esta página, preencher o campo com seu endereço eletrônico e clicar em “Notify Me”. O site não enviará qualquer mensagem de confirmação para o seu email. Infelizmente, na página, não há nenhuma informação relativa à data de lançamento. Resta apenas aguardar o anúncio oficial da empresa.

Veja também: RUIN  – Instagram para Android está em fase de testes

China tem falsa loja do Android que vende produtos da Apple

De acordo com o The Next Web, uma loja com a logomarca do Android tem chamado a atenção dos chineses. Embora conte com um visual quase oficial, a mesma não possui qualquer ligação com a gigante da web e ainda vende produtos da concorrência.

De acordo com o blogueiro Brian Glucroft, que encontrou a loja em Nanping, na provincia de Guangdong, o Google provavelmente não ficaria muito satisfeito em ver o que, na realidade, se passa lá dentro.

“Eu duvido que o Google ficaria encantado com todas as escolhas feitas por este proprietário da loja Android. Por exemplo, além de uma variedade de celulares Android, a loja também vende produtos da Apple como iPhones, iPads e computadores”, menciona.

android store china2 e1332437196549 China tem falsa loja do Android que vende produtos da Apple

Em uma foto mais próxima da entrada do local, cartazes mostram anúncios do iPhone 4 e iPhone 4S, além de logotipos da Apple e iPhone nas prateleiras e placas de sinalização.

Veja também: RUIN– 

Google disponibiliza Street View de rios na floresta amazônica

Foi em meados de agosto que o Google anunciou que havia começado a mapear uma parte da Amazônia, começando pelos arredores da cidade de Manaus, o que inclui os conhecidos Rio Negro e partes da Comunidade Timbira. Hoje a gigante da web anunciou que as primeiras imagens dessa captura foram disponibilizadas no Street View, serviço integrado ao Google Maps.

A área disponibilizada pode não parecer assim tão extensa, como você pode ver abaixo. Mas o Google garantiu que ao menos 50 mil fotos foram costuradas e publicadas nessa liberação inicial do Street View florestal. E pelo tempo que demorou a captura e o tratamento, várias outras áreas da floresta amazônica poderão aparecer ao longo das próximas semanas.

Veja um vídeo abaixo de como a captura foi feita.

O Google diz ainda que como algumas das áreas mapeadas tem acesso público restrito devido à proteção ambiental da área, a disponibilização das imagens vai “ajudar os pesquisadores e cientistas do mundo todo a entender melhor o que a Amazônia oferece, como a maneira que as comunidades locais preservam a floresta”.

Você pode conferir todas as áreas disponibilizadas da floresta amazônica nessa galeria

Veja também:  – Google mostra seu programa de reciclagem de água

%d blogueiros gostam disto: